4.19.2005

Poeminha bobo(e totalmente de coração)


Eu te amo,
E versos não encontro que lhe digam
O tanto e a leveza desse amor.

Um poema não pode expressar isso
E eu tanto queria dizer
Que te amo,

Com a beleza e imensidão do que sinto
Não há palavras que permitam
Chegar perto do quero dizer

Então não faço versos
Esboço palavras soltas e frases perdidas
Pra dizer que te amo...
Infinito mais 1.

Batata

3 comentários:

malakl disse...

Amar quem ama a gente nao tem explicação, eh muito gostoso! T Amu!

Anônimo disse...

guti guti guti!! rs

casalzinho 20 neh!! cvoisinha maisi fofa!! parabéns proceis!!
bjo!

Quel

Vivs disse...

Cara, agora o blog tá lindão sabia?
Que bacana. Desculpa a falta de passagem por aqui. Prometo ser mais frequente. Ow, que tal cervas e cervas dia desses? Um abraço!