3.11.2005

Mais uma sobre ser mulher...

Achei esse texto bem interessante é da Rosana Hermann - nunca yinha visto um texto dela, gostei muito desse(ainda sobre o dia da mulher...e da mulher)


Hoje é dia Internacional da Mulher. Grande coisa. Eu entendo o sentido histórico, simbólico e mercadológico do dia da mulher, mas pessoalmente, só consigo pensar que 8 de março é o aniversário da Hebe Camargo. Porque na atual circunstância ser mulher é mais um desafio a ser vencido do quem um motivo a ser celebrado. Digo mulher, gênero, como a sua mãe, sua avó, sua tia, como a mulher do Roger que incluiu esse verso na melodia. Só existe uma possibilidade de você levar vantagem em ser mulher: se
você for gostosona.

A gostosa está para a mulher como o picanha está para o carne, como um Audi está para o automóvel, como o chocolate Godiva está para os bombons: é o top de linha da categoria. Mesmo que uma gostosa chegue à perfeição através de duzentas e vinte e nove intervenções cirúrgicas, mesmo que tenha cabelo de megahair, curvas lipoesculpidas, peitos de silicone, unhas coladas, cara botocada, lábios preenchidos, sobrancelhas tatuadas, CIC e RG falsificados, cílios postiços, maquiagem definitiva e bronzeado adquirido em câmaras de luz, ela sempre terá espaço no mundo e estará acima do bem e do mal.

Ser capa da Playboy, por exemplo, é uma espécie de salvo-conduto geral, um habeas-corpus genérico. Luma de Oliveira é gostosona e por isso pode mentir que todo mundo perdoa. Pode sambar sem calcinha que a culpa será do fotógrafo. Pode trocar de escola quantas vezes quiser porque acaba sempre passando de ano.

gora, experimente ser superpobrinha e desprovida de beleza física como a Cida do Big Brother Brasil 4. Tenho certeza que o Hans Donner não teria casado com ela nem feito as vinhetas do carnaval com a Gecilda com as cores do arco-íris. Talvez, no máximo, ele fizesse uma vinhetinha animada com uma tempestade e dois raios. O mundo é muito injusto com as mulheres que não nasceram para calendário de borracharia.

Não bastasse toda a cobrança física, que nos obriga a almoçar alface e jantar cenoura, a mulher moderna ainda tem que ser prática, bem-informada, interessante, despojada e mais vinte dúzias de adjetivos que vão estourar o limite de toques desta coluna. Claro, todas essas qualidades ainda incluem a competência profissional para que você trabalhe o dobro dos homens para ganhar metade. Executivas de todo mundo ganham menos que seus colegas machos e uma recente pesquisa (é sério!) ainda revela que as executivas acima do peso ganham menos ainda que mulheres de peso normal.

Ou seja, se você for mulher e estiver acima do peso, não perca tempo na academia. Pule no abismo e certifique-se que não tem um rio logo abaixo. É mais econômico e indolor do que ser discriminada durante cinco décadas. Mesmo porque, depois dos cinqüenta você vai passar mais cinco décadas sendo discriminada porque ficou velha. Ou então mude-se para Tonga. Parece que lá o rei gosta de mulheres gordinhas.

Tirando o fato de que estou com um mau humor agudo, toda essa dificuldade em ser mulher é cem por cento verdadeira. Mas compensa. Há algumas coisas sobre a feminilidade que realmente são excitantes. Como ser mãe, como sentir a intuição feminina, como a capacidade de saber a diferença entre chicória, almeirão, agrião e rúcula, coisa que poucos homens são capazes de fazer. Ser mulher é ter a liberdade de enlouquecer a cada quatro semanas, é ver a lei considerar a TPM uma atenuante para seus crimes, é sentir a instabilidade hormonal levando você do céu ao inferno em dois segundos. Nem uma Ferrari acelera tão rápido de zero a cem.

Ser mulher é maldição e bênção, é crime e castigo, é absolvição e condenação, tudo ao mesmo tempo sempre. A mulher é lunática, eclética, enfim, proparoxítona. Tem jornada dupla, tripla, tem que administrar a
casa, o trabalho, a família, os amigos. Tem que dar de mamar pras crianças, pro marido, tem que tirar leite condensado de pedra.

A mulher é misteriosa, incompreensível, inapreensível e fica linda num carro conversível. A mulher não precisa subir ao trono para se sentir poderosa, basta subir num salto. A mulher não precisa fazer guerra para conquistar território, basta tirar uma cópia da chave. Quando a mulher fica possuída, ela não atira à queima-roupa: quando a mulher está possuída, ela pega e tira ... a roupa.

Neste 8 de março, não vou dar parabéns para ninguém por ter nascido mulher, porque isso não é mérito, nem escolha, é acaso genético. Mas aproveito para dar parabéns, sim, a todas as mulheres que diariamente vencem suas pequenas batalhas diante de toda a discriminação do mundo, que levam a vida honestamente, que enfrentam tudo com alegria, que são capazes de amar e despertar o amor do mundo, sejam solteiras, casadas ou deixadas pra titia. Porque ser mulher é ter que enfrentar todos os rótulos da oposição: porque se ela é feia, é trubufú, é bruxa, é broaca; e se é bonita e insinuante, é vagabunda, é puta, é vaca. A contradição é tanta que mesmo que a mulher não dê pra ninguém, ainda ssim, ela é chamada de metida!

Então, colegas, feliz dia da mulher.
Ser mulher, não é fácil. Mas é a melhor experiência que já tive nesta vida.

Um beijo, um browse, um aperto de mouse, da Rosana Hermann, que em vidas passadas, foi berinjela.

2 comentários:

malakl disse...

Amoreh toh postando diretu do meu carrocinha aki black and white q q eu posso faze neh :P as ele funciona q eh uma blz =D amoreh o q tenho a te dizer tirando as brinkadeiras eh q nao importa o q aconteca vc sempre sera minha "super" mulher minha mulher maravilha aquela q esta pronta pro q der e vier por isso tenho muita admiricao por vc e principalmente sou loucamente APAIXONADO por VC minha Pekenininha TE AMO DEMAIS e lembre-se sempre tera meu respeito e admiricacao =D

Mulher de Cro-Magnon disse...

Esse troço de ser mulher é um causo. A Rosana Hermann mandou ver nessa coluna, acho que foi capaz de dizer tudo. Mas, falando sério... apesar dos pesares, acho que eu só seria capaz de resolver certas tretas infelizes da minha vida sendo mulher. A força está conosco. Beijokas
P.S.: Acessa o novo Guerra dos Sexos por esse link aí.