3.04.2008

Valeu gente!



As vezes, nesse ritmo alucinado de vida, onde temos que ser praticamente perfeitos, empreendedores, inteligentes, estudiosos, esforçados, magros, bem relacionados, e uma gama de outras características, que, se pensarmos bem, são quase impossíveis de serem reunidas em uma só pessoa, a nossa vivência vai se tornando algo obcecado, desesperado e triste; podendo, todo esse pequeno inferno começar desde a infância.
(Obs.: Oh céus! Não devemos escrever períodos tão longos nesse mundo complicado. Quase ninguém tem paciência de ler)
O fato é que, (gosto da expressão “o fato é que” embora ela não faça muito sentido), se nos prestarmos ao simples serviço de observar um pouco a vida, poderemos perceber que, felizmente, ela é muito mais do que isso, muito melhor.
Numa escala de prioridades reais, aquilo que a maioria de nós se esforça tanto para conseguir, não é nem de perto o mais essencial em sua vida. Pode ser tarde, algumas vezes, para perceber isso.
Então a dica de hoje (uma dica que estou tentando aplicar em minha vida) é que agente faça o nosso melhor para ser feliz, que saibamos passar pelos momentos mais escuros também, e que sempre sejamos gratos pelas pequenas grandes coisas da nossa vida. Coisas que estão sempre ali e talvez por isso não valorizamos tanto, como os nossos amigos, pais, irmãos, família; os amores que já tivemos, os dons que desenvolvemos, as pessoas que aparecem como anjos na nossa vida e aquelas pessoas que podemos ajudar a crescer.
Aproveito o espaço para agradecer especialmente aos meus amigos blogueiros tão talentosos e inspiradores, ao Cícero (o companheiro mais lindo de todos!), e à minha amiga Mary, porque agente ta na mesma batalha a tanto tempo e ela ainda consegue iluminar a vida com expressões de gratidão.

Uma boa tarde! Uma excelente vida! Bons ventos!

PS: A quem interessar a tradução da letra da música:clique aqui. =)


7 comentários:

Salve Jorge disse...

"Vai..
E grita ao mundo que você está certa
Você aprendeu tudo enquanto estava muda
Agora é necessário gritar e cantar rock e demonstrar o teorema da vida e os macetes do xadrez.."
Já dizia Raulzito
E como eu sei que o teu caminho
É ainda mais bonito
Eu só contemplo
Aplaudo
Anoto a dica
E acredito
Que você pode mais...

Estava Perdida no Mar disse...

Querida, este novo layout está lindo. Adorei. Obrigada por visitar meu mar, eu costumava vir aqui quando era o desventuras, mas depois perdi o link. Bom voltar.
Beijocas
Ah, e sobre o seu post eu concordo absolutamente com tudo o que vc disse

Anônimo disse...

Amiga linda do coração,
Essa batalha nem parece mais individual, parece "nossa" mesmo. E se não fosse tão complicado estar nessa trilha eu agradeceria por vc estar comigo nela. E no final de tudo não importará quem seguirá outro caminho primeiro porque a felicidade será a "nossa" felicidade. Fla, espero que tenhamos muitos outros caminhos juntas, mas que estes sejam os melhores de todos!!!
Bjooooooooo!Mary.

PS: e é verdade, exitem muito mais coisas boas do que ruins na vida. Basta a gente saber observar. Estamos aprendendo...

PollyAna disse...

é parece até que combinamos. E isso tudo me lembra uma música linda do Lenine "Mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma. Até quando o corpo pede um pouco mais de alma...A vida não para..." acabamos sempre sendo prisioneiros das horas da sociedade! =*

Carlinha disse...

Que bons ventos sempre nos levem, para onde a vida quiser levar.
Beijos!

malakl disse...

As batalhas continuam... =)

luma disse...

Lara, eu tento sempre olhar o lado bom da vida, valorizar os pequenos momentos e as pessoas que me rodeiam. Ficar matutando aquilo que poderia ser é um atraso, um deserviço para a nossa construção diária. Beijus