9.17.2008

Carta ao Malakl




É incompreensível. Então, por que dizer? Transformar o que sinto em palavras seria uma barganha com a sua paz.
Não, não desejo te perturbar. A tua paz é uma parte considerável da minha.
Sim, meus pensamentos andam mais apáticos, turvos, quase tristes; e os “pensamentos positivos” que tanto queres de mim, nem sempre me acalmam a alma.
Queria ter mais dias bons do que ruins ultimamente, porque você tem razão, eu simplesmente não tenho motivo para o contrário. Mas o contrário está aqui, vivo dentro de mim, e eu não consigo encontrar o porquê disso tudo.
O que posso dizer é que estou aprendendo com a falta de tradução dos meus sentidos, que quase nunca eles dirão o que as palavras estampam, que não serei assim todos os dias, e, principalmente, que sou grata pelos sorrisos que provocas em mim...

Mesmo nesses dias.

PS:Cícero, amo-te!

" Eu acho que será pra sempre
Mas sempre não é todo dia"
Oswaldo Montenegro

7 comentários:

mkl disse...

Sempre estarei contigo =)

Salve Jorge disse...

Que seja eterno
Enquanto dure
O que se jura
A gente perdura
Mesmo se tudo é inferno
Há um abrigo pra que cure
A vida é dura
Mas um carinho terno
Afasta o inverno
Faz verão
Se juntarmos as duas andorinhas...

P.s - O convite tá feito.. aos dois viu... :)

Cesar Oliveira disse...

Li. Fico com o texto e a citação: sempre, é temporário.

C 81 disse...

Mto bom.
A melhor coisa do mundo é viajar, quando se está nesse estado.

Muito boa essa frase do Oswaldo Montenegro.

Estava Perdida no Mar disse...

Oh, lindinha. Espero que tudo passe logo...e q o amor não suma do seu caminho.

Muita luz.

Luma disse...

Temos dois universos, o de dentro e o de fora. Este de dentro por ser um universo ao contrário, é um tanto conturbado. Assim a vida parece em linha reta, mas lá dentro estamos em círculos. Nestas horas nem é bom tomar decisões. Boa semana! Beijus

O Profeta disse...

Olhos brilhantes maré tardia
Cabelos rebeldes em desalinho
Pés descalços no, frio barro
Um berlinde atirado ao caminho

Um bando de alegres pardais
Ou um domador de tempestades
Apenas um pássaro charlatão
Dividindo o pão em metades

Vem navegar no mar breve dos olhos de uma criança


Boa semana


Mágico beijo